Cadastro Centralizado de GTIN


Tudo o que você precisa saber para validar sua nota fiscal junto à Secretaria de Fazenda

As Secretarias de Fazenda vêm realizando uma série de melhorias para aprimorar a qualidade dos dados nos documentos fiscais e facilitar a mineração de dados da nota fiscal eletrônica (NFe e NFCe), com o objetivo de aplicar regras informatizadas de apuração de impostos, além de ampliar a prestação de serviços ao cidadão.

O processo de validação e cruzamento de dados das Notas Fiscais vêm acontecendo desde o início do projeto - CNPJ do destinatário da nota e NCM são exemplos de campos já monitorados - e, a partir de 2018, será a vez de novos campos.

Em caso de não cadastro ou não conformidade das informações dos produtos contidas nestes novos campos, as NF-e e NFC-e serão rejeitadas.

1) Quem deve manter as informações de produtos atualizadas?

Os donos das marcas de todos os setores que possuam produtos circulando no mercado com GTIN (Numeração Global de Item Comercial) e que são faturados nos documentos NF-e e NFC-e.

É de extrema importância que os donos das marcas mantenham os dados cadastrais de seus produtos atualizados, pois este novo processo de validação pode impactar qualquer tipo de empresa que emita NF, seja ela Indústria, Distribuidor, Atacado, Varejo, Atacarejo, E-commerce, entre outras envolvidas na cadeia produtiva.

2) Onde devo cadastrar estas informações?

Os dados dos produtos devem ser cadastrados e atualizados no CNP - Cadastro Nacional de Produtos (cadastro mantido pela GS1 Brasil), que funcionará de forma integrada ao Cadastro Centralizado de GTIN (fonte de consulta das Secretarias da Fazenda para validação dos campos).

O Cadastro Nacional de Produtos é uma ferramenta online, fácil de usar e está disponível gratuitamente para todos os associados da GS1 Brasil - Associação Brasileira de Automação, organização legalmente responsável pela atribuição do GTIN no país.

3) Quais campos serão validados pela Secretaria da Fazenda?

As Secretarias da Fazenda levarão em consideração o preenchimento correto de todos os campos abaixo para que uma Nota Fiscal seja classificada como válida:

- GTIN

- Marca

- Tipo GTIN (8, 12, 13 ou 14 posições)

- Descrição do Produto

- Dados da classificação do produto (Segmento, Família, Classe e Subclasse/Bloco)

- País (Principal Mercado de Destino)

- CEST (Quando existir)

- NCM

- Peso Bruto

- Unidade de Medida do Peso Bruto

- Foto do produto

Caso o GTIN cadastrado seja de um agrupamento de produtos homogêneos (GTIN-14, antigo DUN-14), as informações adicionais que devem conter no cadastro são:

- GTIN de nível inferior

- Quantidade de Itens Contidos

4) Qual o prazo para regularizar meu cadastro?

De acordo com a versão 1.30 da Nota Técnica 2017.001 divulgada pelas Secretarias de Fazenda, os campos relacionados ao GTIN (Numeração Global de Item Comercial – número que consta no código de barras) passarão a ser validados em ambiente de homologação de forma gradativa conforme os Grupos de CNAEs definidos na tabela abaixo. Procure pela Secretaria de Fazenda do seu Estado para acessar este ambiente e estar preparado para quando a validação começar a ser realizada em ambiente de produção.

Confira mais detalhes na Nota Técnica 2017.001 Versão 1.30 divulgada em junho de 2018

fonte: https://www.gs1br.org/servicos-e-solucoes/cadastro-centralizado-de-gtin


25 visualizações

GENERAL DOCK CONSULTORIA E LOGÍSTICA LTDA.

JUCESP - SEFAZ - ARMAZÉNS GERAIS - AUDITORIA - SISTEMAS WMS (SaaS)- AUDITORIAS

Rua Visconde de Inhomerim, 570 - WorkSpace - Moóca - São Paulo-SP CEP 03120-001

 (11) 3588-2752 (11) 98731-0060 - comercial@generaldock.com.br