Embalagens para E-COMMERCE


A infinidade de embalagens geram no e-commerce uma despadronização

Por Reinaldo A. Moura, Newton Yuzo Himawari e Claucio Brião

A expedição de itens unitários através do e-commerce gerou inúmeros tamanhos de embalagens, que na maioria das vezes são exageradamente grandes, e aí entram os sacos plásticos e de bolha de ar, os flocos, papéis amassados e outros acessórios com o propósito de preencher o espaço vago dentro da embalagem e proteger o seu conteúdo, sua função primária.

Mas a proliferação de caixas, sobretudo de micropapelão e papelão, está gerando muitas perdas no aproveitamento das chapas de papelão, pois são dimensões e formatos diferentes e, em quantidades desiguais, o que não proporciona um encaixe que otimize o aproveitamento das chapas.

Com milhões de itens distintos, o desafio é grande e envolverá as entidades de Abcom, Ebit, ABPO e outras na busca das caixas padronizadas.

Não se deve esquecer os tamanhos oferecidos pelos Correios há mais de uma década, bem como os dos Couriers UPS, FEDEX, DHL e os big do e-commerce, como a Amazon.

Não estão excluídos dessa padronização o uso de saco-bolha, um envelope de papel ou plástico revestido internamente com bolha de ar.

Já há uma que minimiza a perda de papelão no corte das chapas, de acordo com a demanda das caixas desenvolvidas. Mas há uma restrição de tamanhos na mesma chapa. Uma das empresas que utilizam essa tecnologia é a Packsize™, cujo slogan é “On Demand Packaging®”, em que chapas planas de papelão ondulado são consumidas tal como um formulário contínuo, ou seja, as perdas ficam praticamente restritas à largura das chapas.

Esse desafio é superar o da escolha de caixas de cartolina e de papel- -cartão, largamente utilizadas na indústria automobilística para peças de reposição.

Outra questão, que também desafia os fabricantes de caixas, está na fabricação e distribuição de pequenas quantidades.

Daí a necessidade urgente das entidades envolvidas contratarem uma consultoria para equacionar as soluções para atender o maior número de embarcadores, incluindo os transportadores.

Maior e-commerce de tecnologia da América Latina

Para exemplificar o assunto, a Revista Logística & Supply Chain conversou com Leandro Ramos, CEO do KaBuM! – um dos pioneiros no comércio eletrônico brasileiro, hoje, considerado o maior e-commerce especializado em tecnologia da América Latina. Desde a sua fundação, em 2003, a companhia já atendeu mais de dois milhões de clientes em cinco mil cidades brasileiras. Além dos centros administrativos e de distribuição localizados estrategicamente próximos às principais vias do País, inaugurou, em 2013, uma unidade nos Estados Unidos, para garantir o rápido acesso dos brasileiros aos lançamentos estrangeiros. De acordo com Leandro, a empresa conta com parceiros grandes e estruturados para produção de embalagens personalizadas, que nunca geraram qualquer dificuldade de Supply. No entanto, revela que há projeções para manter níveis seguros de fornecimento. “Trabalhamos com parceiros capazes de nos atender dentro de um determinado SLA (acordo de nível de serviço), pois somos totalmente focados na qualidade do serviço”, diz. O KaBuM! conta com 42 tipos diferentes de embalagens, todas baseadas em seu portfólio e seu share de faturamento. Boa parte produzida com material reciclado. Itens complementares, como plástico-bolha, envelopes de papel ou plástico para revestimento, também são fabricados de acordo com as especificidades da companhia. Para otimizar o espaço no transporte de produtos até o cliente, a empresa analisa os dados e desenvolve algoritmos que indicam qual a mais eficiente embalagem para um certo tipo de pedido. “Há também uma influência determinante que, de acordo com o serviço do transporte, pode alterar o tipo de embalagem”, explica. Segundo Leandro, mais de 98% dos produtos são postados dentro de uma segunda caixa. Apenas alguns itens de grande volume, como aparelhos televisores, são embarcados diretamente na embalagem do produto.

fonte: https://www.imam.com.br/logistica/edicoes/327.pdf


14 visualizações

GENERAL DOCK CONSULTORIA E LOGÍSTICA LTDA.

JUCESP - SEFAZ - ARMAZÉNS GERAIS - AUDITORIA - SISTEMAS WMS (SaaS)- AUDITORIAS

Rua Visconde de Inhomerim, 570 - WorkSpace - Moóca - São Paulo-SP CEP 03120-001

 (11) 3588-2752 (11) 98731-0060 - comercial@generaldock.com.br